Colaboração em Foco

PRO-VENovamente focando a colaboração entre organizações como agente de mudança social, a PRO-VE Conference 2012, a ser realizada a partir de amanhã em Bournemouth, Inglaterra, visa discutir os principais avanços em redes colaborativas interorganizacionais e o papel da internet e dos serviços online.

Baseando-me nas dificuldades encontradas por empresas em reunir forças por um objetivo comum, ressaltarei a natureza paradoxal da colaboração na sociedade. Responsável pela estrutura social vigente e por nossos maiores feitos, a colaboração entre indivíduos através da linguagem nos é bastante natural. Todavia, embora saibamos que, juntas, organizações podem ir mais longe, os resultados da colaboração entre organizações ainda são medíocres. Quais são as origens dessas diferenças? O que podemos fazer para melhorar? O início dessa discussão está no trabalho “On the paradox of collaboration, collaborative systems and collaborative networks”, a ser apresentado nesta quarta-feira, cujo resumo é:

It has been claimed that collaborative networks are the societal structure of this century. Nonetheless, low success rates often observed in the practice of purposeful collaboration suggest that our understanding is still limited. In this paper, I advance on the theory of collaborative systems, a systems theoretical approach to interorganizational collaborative relationships, critically investigating their nature. Based on the characteristics of social systems, I suggest an explanation to the low success rates observed in practice. Furthermore, I offer an alternative definition of collaborative networks according to the theory presented and discuss some implications and challenges to the discipline of Collaborative Networks.

Deixe uma resposta