Clássicos da Administração: The Resource Based View of The Firm

Após Porter ter apresentado suas cinco forças o foco da administração estratégica voltou-se para a organização interna da empresa na busca de uma explicação do sucesso.  “The Resource Based View of the Firm” tornou-se clássica ao identificar recursos estratégicos como aqueles que são:

  1. Valuable: valiosos – permitem a organização adicionar valor ao seu produto;
  2. Inimitable: difíceis de serem imitados – concorrentes não conseguem facilmente copiá-los;
  3. Rare: raros – não são abundantes e concorrentes não conseguem comprá-los facilmente;
  4. Non-Susbstitutable: insubstituíveis – concorrentes não podem rapidamente substituí-los por recursos análogos;
Apesar de críticos da RBV alegarem tautologia, a idéia é bastante atrativa e útil na identificação de recursos que devam ser desenvolvidos e outros que possam mais facilmente ser terceirizados, mantendo em mente a diferenciação estratégica da organização.
Entre seus mais citados representantes estão:
Boa leitura.

Deixe uma resposta